EducaçãoNotícias

Renegociação de dívidas do Fies é prorrogada até 31 de agosto

Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/Agência Brasil

O Governo Federal prorrogou até 31 de agosto o prazo para renegociação de dívidas do FIES. A situação de calamidade no Rio Grande do Sul foi um dos fatores considerados para a extensão de três meses do período para adesões. Toda a renegociação pode ser feita de maneira 100% digital, sem a necessidade de comparecer em uma agência, pelo aplicativo FIES Caixa ou pelo SifesWeb. Até o momento, a Caixa registrou 220 mil solicitações de renegociação, totalizando R$ 9,70 bilhões. Os estudantes poderão ter seus contratos regularizados e seus nomes retirados dos cadastros restritivos, juntamente com seus fiadores. Os descontos podem atingir até 99% do total devido. Estudantes com contrato assinado até 2017, que se encontravam na fase de amortização em 30/06/2023 podem aderir até 31 de agosto de 2024. Será considerada a posição de atraso da dívida do dia 30 de junho de 2023. As condições de renegociação foram definidas pelo Comitê Gestor do FIES (CG-FIES), que regulamentou a Lei nº 14.719/2023 através da Resolução nº 55/2023.

Enviar: