JustiçaNotícias

Justiça determina soltura de Érika Souza, sobrinha que levou tio morto ao banco

Foto: Reprodução

A justiça do Rio de Janeiro determinou, na quinta-feira (02). a soltura de Érika Souza, sobrinha de “Tio Paulo”, idoso levado a um banco já morto para pegar empréstimo. Embora esteja em liberdade, ela continua respondendo aos crimes de tentativa de estelionato e vilipêndio de cadáver. Informações Metro 1. A mulher estava presa desde o dia 16 de abril. A decisão emitida pela juíza Luciana Mocco, titular da 2ª Vara Criminal de Bangu, atendeu a um pedido da defesa da sobrinha e revogou a prisão preventiva. Na justificativa para soltá-la, a magistrada alegou que Érika é “acusada primária, com residência fixa, não possuindo, a princípio, periculosidade a prejudicar a instrução criminal ou colocar a ordem pública em risco”. O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) se manifestou contrário ao pedido da defesa de Érika pela liberdade provisória. Na conclusão do relatório enviado ao MPRJ, o delegado que investiga o caso diz ter certeza de que Érika sabia que Paulo Roberto Braga já estava morto dentro do banco.

Enviar: