BahiaNotícias

Inauguração do Complexo Eólico Aroeira deve manter a Bahia na liderança nacional da produção de energia renovável

Foto: Feijão Almeida/GOVBA

Eletricidade suficiente para atender, anualmente, 849 mil residências é o que vai fornecer o Complexo Eólico Aroeira, do grupo Enel Green Power, inaugurado na última sexta-feira (05), com a presença do governador Jerônimo Rodrigues, no município de Umburanas. O empreendimento, que teve investimento de R$ 2,5 bilhões, amplia a capacidade de a Bahia produzir energia limpa, gerando emprego e renda para a população. Construído pela subsidiária brasileira do grupo Enel, líder mundial em energia sustentável, o empreendimento anunciou hoje a sua operação comercial. São 81 aerogeradores em oito parques eólicos instalados em Umburanas, Morro do Chapéu e Ourolândia, com 348,30 MW (Megawatts) de capacidade instalada. Por ano, o complexo deve gerar 1.800 GW (Gigawatts), equivalente à energia necessária para abastecer as residências evitando a emissão de mais de 757 mil toneladas de gás carbônico na atmosfera. O governador Jerônimo Rodrigues pontuou que a produção de energia limpa será ampliada a partir da inauguração. “A entrega do Complexo Eólico Aroeira vai garantir que a Bahia continue liderando a produção de energia renovável”, afirmou Jerônimo. Para a instalação do parque, o Governo do Estado tem concedido incentivos fiscais e licenças para a instalação e operação do empreendimento, que permitiram a criação de três mil empregos em toda a cadeia produtiva, priorizando a contratação de trabalhadores de comunidades locais e promovendo formação profissional.

Foto: Divulgação

O Parque Eólico Aroeira está entre os 68 empreendimentos no setor de energia renovável da Enel na Bahia. Desses, 50 são para geração por fonte éolica e 18 para fonte solar fotovoltaica. A empresa está construindo mais 10 empreendimentos no Estado, entre eles o Parque Eólico Pedra Pintada, que abrange as cidades de Umburanas e Ourolândia. De acordo com o presidente da Enel no Brasil, Antônio Scala, “Aroeira é a demonstração do compromisso da Enel com a geração renovável e distribuição de energia, gerando emprego e desenvolvimento sustentável. Chegamos até aqui porque acreditamos no Brasil”. A Bahia apresentou a segunda maior geração total de energia eólica do Brasil em 2024, devido à sazonalidade dos ventos, correspondendo a 23% da geração nacional, com base nos dados de geração acumulada da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). As 319 usinas em operação no estado produziram cerca de 9,15 mil GWh (Gigawatt-hora), energia suficiente para abastecer nove milhões de residências. Somente em janeiro deste ano, o estado gerou 1.212 GWh de energia eólica. No ano passado, a Bahia fechou mais um ano como líder na produção de energia renovável no Brasil e gerou o suficiente para abastecer 223 milhões de residências. Os parques eólicos estão espalhados por 32 municípios baianos, com destaque para Sento Sé, Morro do Chapéu, Caetité, Campo Formoso, Pindaí, Gentio do Ouro, Igaporã, Xique-Xique, Guanambi e Mulungu do Morro, responsáveis por 78,98% de toda a produção.

Enviar: