BahiaNotícias

Governo da Bahia realiza força-tarefa para auxiliar municípios afetados pelas chuvas

Foto: Divulgação/João Batista

Numa operação de emergência para socorrer municípios baianos afetados pelas fortes chuvas, o Governo do Estado acionou equipes das diversas áreas envolvidas para atuar in loco. Já estão sendo feitos os reparos em estradas e a entrega de alimentos, água potável, medicamentos e ambulâncias. A Defesa Civil do Estado está atuando em Mutuípe, Medeiros Neto, Ilhéus, Muquém do São Francisco, Wanderley e Cotegipe, onde já entregou 33 toneladas de alimentos, 5.500 litros de água, 650 colchões, 650 lençóis, mil kits de higiene pessoal e 200 kits de limpeza. De acordo com informações das prefeituras dos municípios atingidos pelas fortes chuvas, a Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec), divulgou, nesta segunda-feira (29), que, ao todo, são 4.877 desalojados e 2.320 desabrigados. Também foram registrados quatro óbitos, sendo dois na BA-242, em Castro Alves, e os dois últimos em Aporá e Wanderley. Recentemente, 14 municípios baianos decretaram situação de emergência, foram eles: Dário Meira, Cotegipe, Ilhéus, Medeiros Neto, Ibicuí, Anagé, Muquém de São Francisco, Iguaí, Quijingue, Wanderley, Jaguaquara, Ubaíra, Saubara e Milagres. A Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra/SIT) realiza o monitoramento das rodovias das regiões Sul, Sudoeste, Oeste e Nordeste diante das ocorrências das chuvas desde a última sexta-feira (26). Até o momento foram registradas 16 ocorrências, sendo que 03 já foram concluídas. O órgão pede atenção para pontos em algumas rodovias. Na BA-263, que liga Vitória da Conquista a Itambé, as fortes chuvas da região provocaram a elevação do nível d’água, de uma barragem situada na fazenda beija-flor, às margens da BA-263, entre Vitória da Conquista e a Serra do Marçal, vertendo um volume significativo de água. O grande fluxo de água vertido pela barragem provocou uma erosão na BA-263, na saída do bueiro que atravessa a rodovia. A empresa responsável pela manutenção da rodovia foi acionada pela Seinfra para a recuperação da erosão assim que o tempo firmar. Na BA-262, no Povoado de Jibóia, foi realizada inspeção e constatado que a transposição do rio sobre a pista provocou a destruição das bocas e uma erosão na saída do bueiro. A empresa responsável pela manutenção da rodovia foi acionada para recuperação do bueiro e da erosão. Outro trecho, na BA-558, entre Jequié e Distrito de Itajuru, parte da rodovia está interditada em decorrência de uma erosão causada pela água do Rio de Contas no KM 17,60, próximo a Tamarindo. Na rodovia entre Itapé e Itaju do Colônia, o trecho passou por inspeção e foram verificados pontos de alagamento, mas sem interdição. Na BR-242, entre Castro Alves e o entroncamento da BR-116, as fortes chuvas provocaram a elevação do nível d’água em um dos afluentes do Rio Paraguaçu, invadindo a Rodovia BR-242, trecho: Castro Alves – Entr. BR-116, no KM 12,2 e Km 14 sentido BR-116 (Paraguaçu). Após inspeção, foi constatado que a transposição do riacho sobre a pista provocou a destruição de parte do acostamento e uma erosão na saída dos bueiros. A empresa responsável pela manutenção já foi acionada para recuperação do bueiro e da erosão.

Enviar: