GeralNotícias

Bahia celebra Dia do Cuscuz com tradição e desenvolvimento

Foto: Juan Suzart

Nesta terça-feira (19), a Bahia celebra o cuscuz, saboroso prato nordestino, com crescimento econômico impulsionado por uma cultura gastronômica única. Para a Bahia, o cuscuz não é apenas uma iguaria, é um símbolo de identidade e uma fonte de sustento para muitas famílias de agricultores e agricultoras familiares. Por trás dessa tradição está o flocão de milho, o ingrediente essencial que dá vida ao cuscuz. Graças aos investimentos estratégicos do Governo do Estado, por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), a Bahia hoje possui um flocão de milho de qualidade, não transgênico, produzido pela Cooperativa Agropecuária Mista Regional de Irecê (Copirecê). O Flocão Puro Milho da Copirecê já se tornou uma referência nacional e até internacional. A cooperativa fez sua primeira exportação para Portugal. Com uma produção mensal de 70 toneladas, a Copirecê comercializou 940 toneladas do Flocão em 2023. De acordo com a gerente geral da cooperativa, Zene Vieira, o Flocão representa 75% das vendas e da receita da cooperativa. “Para este ano de 2024, a expectativa é de aumentar a produção em 80% em relação ao ano passado, impulsionando ainda mais o desenvolvimento econômico da região”. A Copirecê conta com recursos de mais R$ 6 milhões do Governo do Estado, por meio da CAR, aplicados no serviço de assistência técnica e extensão rural (Ater), assistência técnica em gestão (Ateg), na aquisição de máquinas, equipamentos para irrigação do solo e kits para testes de transgenia. Segundo Everaldo Dourado, Diretor da Copirecê, os resultados dos investimentos só crescem. “Nós temos, neste ano, cerca de 65 mil hectares de milho plantado na região, com uma perspectiva de aumento significativo na produção em relação ao ano passado. Acreditamos que a região de Irecê possa produzir cerca de 1 milhão e 300 mil sacas de milho este ano. Estamos otimistas com o potencial da agricultura na região”. A CAR, empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), tem investido em mais agroindústrias de beneficiamento de milho na Bahia. Em Araci, na comunidade de Caldeirão, a CAR está requalificando uma unidade de beneficiamento de milho, enquanto em Fátima, está construindo uma nova unidade, em parceria com a Prefeitura do município. As agroindústrias estão em fase final e estão previstas para ser entregues ainda neste primeiro semestre de 2024.

Enviar: