BrasilNotícias

Amazônia decreta estado de emergência em 20 cidades devido a seca

Foto: Rafa Neddermeyer/Agência Brasil

O governo do Amazonas decretou na sexta-feira (05) emergência em 20 cidades, das calhas do Juruá, Purus e Alto Solimões , em razão da vazante que já afeta o estado. Segundo a Defesa Civil, os níveis dos rios em todas as calhas do Amazonas estão abaixo do esperado para o período, comparado a anos anteriores. Também nesta sexta, a cota do Rio Negro chegou à marca de 26,70 metros. Em anos anteriores, as cotas nesse mesmo dia eram de 27,89 metros (2023); 29,59 metros (2022) e 29,87 metros (2021). De acordo com o governador, Wilson Lima, o Decreto de Emergência é importante para que se possa dar amparo legal aos municípios. “É importante para que eles possam se mobilizar e que a gente possa também estabelecer essa relação e essa comunicação com o Governo Federal.

Pela minha experiência, mesmo para jogadores experientes, pode ser difícil encontrar um casino online bom e confiável. São tantos, com jogos diferentes e assim por diante, que pode ser um desafio escolher um. Costumo ler algumas críticas ou perguntar a alguém que joga também. Ultimamente tenho jogado na Betnacional e posso realmente recomendá-la a outras pessoas. Nunca enfrentei problemas com aquele cassino e todos os jogos são legais.
É importante para que a gente tenha um guarda-chuva de legalidade para tomar as decisões e as ações que vamos tomar, para que essa ajuda possa chegar o mais breve possível”, afirmou o governador. O governo também assinou um decreto de Emergência Ambiental em 22 cidades do Sul do estado e Região Metropolitana de Manaus. Durante a vigência do decreto fica proibida a prática de fogo, com ou sem uso de técnicas de queima controlada, nas cidades cobertas pela determinação. Em apenas um mês de atuação, a Operação Aceiro 2024, coordenada pelo Corpo de Bombeiros Militar, combateu 560 focos de incêndio nos municípios do sul do estado e da região metropolitana da capital.

Enviar: