Na última semana a Agencia de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB), apreendeu na região de Caetité, Brumado, Livramento, Bom Jesus da Lapa e Guanambi, quatro toneladas de carne após as equipes terem flagrado o transporte inadequado, em condições insalubres, sem refrigeração ou higiene, contrárias es exigências sanitárias.

“Em três dias de atuação na região, foram 25 autos de infração, a carne apreendida seguramente gerada pelo abate clandestino, além dos frangos flagrados sem a Guia de Trânsito Animal (GTA), todos os produtos foram encaminhados à graxaria para destruição, pois desconhecemos a origem e isso pode custar muito caro à produção baiana e à saúde do consumidor”, diz o médico veterinário Delcarlos Martinez, que esteve à frente de uma das equipes.

A ADAB continua fiscalizando os pontos para impedir o consumo e comercialização ilegal de produtos derivados de carne animal. O diretor-geral conclama a parceria das prefeituras para que a fiscalização seja mais efetiva e permanente. “É fundamental a continuidade das ações após nossas equipes deixarem as cidades fiscalizadas; A expectativa é que as prefeituras entrem em ação, organizando o comércio de carnes, promovendo ações educativas através da Vigilância Sanitária. É a saúde pública que corre risco, precisamos trabalhar muito e em conjunto”, destaca Maurício Bacelar.