O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou, em entrevista ao jornal "Valor Econômico" , que a " nova CPMF ", batizada  de Imposto sobre Transações Financeiras, poderá arrecadar até R$ 150 bilhões por ano. De acordo com o Globo, na entrevista, Guedes defendeu a criação deste imposto como alternativa para reduzir outros tributos .

"O Imposto sobre Transações Financeiras (ITF) é feio, é chato, mas arrecadou bem e por isso durou 13 anos", afirmou, referindo-se ao prazo durante o qual a CPMF ficou em vigor no país.

O ministro afirmou ainda que a proposta do governo para o novo pacto federativo é baseada em três Ds: desobrigar, desindexar e desvincular. E que vai propor a criação de um Conselho Fiscal da República, para monitorar a qualidade dos gastos nos Estados.