Três pessoas foram presas pela Polícia Federal do Rio na manhã de terça-feira (11) em uma operação para combater fraudes no Postalis, fundo de pensão dos funcionários dos Correios e um dos maiores do país.

Segundo o G1, um dos presos é delegado. Também foram detidos um escrivão e um advogado. Os agentes cumprem seis mandados de prisão, mas ainda não se sabe se as prisões são em decorrência disso ou foram em flagrante. A Polícia Federal também cumpre  24 mandados de busca e apreensão.  

As investigações apontam que a má gestão dos recursos e desvios geraram déficit de cerca de R$ 6 bilhões para o fundo. Em fevereiro do ano passado, a Polícia Federal deflagrou uma operação para esclarecer a suposta atuação de uma organização criminosa especializada em desviar recursos previdenciários do Postalis.