Na madrugada de quinta-feira (04), policiais rodoviários federais faziam patrulhamento preventivo na altura do quilômetro 170 da BR 110, em Ribeira do Pombal (BA), quando abordaram uma carreta com placas de São Paulo. Foi solicitado ao motorista o disco do cronotácografo, através do qual foi possível verificar que o caminhoneiro estava dirigindo por várias seguidas sem descanso. Em seguida, o homem entregou aos policiais 23 comprimidos de nobésio forte, uma anfetamina conhecida como rebite. A droga é comumente usada por caminhoneiros com o objetivo de mantê-los acordados para dirigir longas distâncias sem descanso. Como o efeito da falta de sono passa rápido, os motoristas acabam usando uma quantidade muito grande de medicamento, podendo ocorrer reações adversas severas, dentre elas apagão mental, ocasionando acidentes de trânsito. Diante das circunstâncias, o motorista de 37 anos que reside em Jupi (PE) foi autuado por porte de drogas (art. 28 da Lei 11.343/2006). Ele assinou o Termo Circunstanciado de Ocorrência e assumiu o compromisso de se apresentar ao Poder Judiciário quando convocado para responder criminalmente pelo porte de drogas.