Diretores-gerais dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) do país e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) se reuniram, na sexta-feira (13), na sede do TRE baiano para o Encontro Nacional de Diretores-Gerais da Justiça Eleitoral. O encontro - conduzido pelo diretor-geral do TSE, Rui Moreira - debateu estratégias para a realização das Eleições Gerais 2022. Na pauta, temas como o apoio das forças armadas para a organização do pleito, estudo do cenário pandêmico e intensificação dos processos de auditoria. Pouco antes do encerramento das atividades da manhã, os diretores-gerais receberam o ministro presidente do TSE, Edson Fachin, que - aos participantes - ressaltou que a preparação das Eleições Gerais de 2022 passa pelo “importante papel de apoio dos profissionais da Justiça Eleitoral, que se somam às atividades dos cartórios eleitorais e a todas as iniciativas desempenhadas pelos TREs”. Na ocasião, Fachin lembrou o aniversário de 26 anos da urna eletrônica, completados dia 13 de maio, “equipamento que agora tem fabricação no estado da Bahia”.